Rara Calma – Rosa de Saron

O tempo voou, nem percebi.

Mas sou o mesmo homem que

um dia você conheceu.

A canção não esqueci.

O menino que há em mim

nasceu para cantar.

Chora como nunca, ao sentir:

ainda estamos juntos aqui.

(Refrão)

Abro o coração.

Coloco-me aos seus pés.

Noite escura agora é manhã.

E falo com rara calma:

Sou o que sou, sei que sou fraco,

mas sempre tive Você aqui perto de mim.

O espelho me diz que envelheci.

E que mal pode existir

em ter histórias pra contar

dos amigos que aqui fiz?

Quanta coisa se passou…

Ainda estamos juntos aqui

(Refrão)

Abro o coração.

Coloco-me aos seus pés.

Noite escura agora é manhã.

E falo com rara calma:

sou o que sou, sei que sou fraco,

mas sempre tive Você aqui perto de mim

Então eu…

(Refrão)

Abro o coração.

Coloco-me aos seus pés.

Noite escura agora é manhã.

E falo com rara calma:

sou o que sou, sei que sou fraco,

mas sempre tive Você aqui perto de mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias