Tragédia em Escola no Rio de Janeiro Deixa Alunos Mortos e Feridos

Nesta manhã de quinta-feira dia sete do mês de abril deste ano de 2011, a escola municipal Tássio da Silveira passa por uma tragédia inacreditável. A escola que fica na zona oeste do Rio de Janeiro foi surpreendida por um ex-aluno que após entrar na escola começou a efetuar muitos disparos. O ex-aluno de vinte e três anos se chama Wellington Menezes de Oliveira entrou na escola dizendo que faria uma palestra e começou a atirar contra alunos e funcionários da escola. O atirador estava com duas armas sendo um calibre 38 e um calibre 32 e muitas munições. A tragédia ocorreu por volta de oitos horas da manhã e até o momento foram confirmadas onze crianças mortas sendo dez meninas e um menino e dezoito ficaram feridas.

Tasso da Silveira - Realengo

Tasso da Silveira - Realengo

Os primeiros policiais a chegaram na escola estavam em outra ocorrência, mas se deslocaram rapidamente até a escola. Após troca de tiros com esses policiais o atirador foi atingido na perna e caiu na escada onde se matou com um tiro na cabeça e somente com isso o massacre foi interrompido. O pedido de socorro foi feito por um dos alunos baleados. Os policiais afirmam que o atirador estava preparado efetuar mais disparos. O ex-aluno foi identificado por uma funcionária da escola, pois antes de efetuar os disparos ele foi até a secretaria da escola pedir seu histórico escolar. Wellington Menezes de Oliveira não tem antecedentes criminais e há informações de que ele sofre de bully.

Wellington Menezes de Oliveira

Wellington Menezes de Oliveira

A escola que faz hoje quarenta anos de funcionamento não teve um dia feliz de trabalho como os outros. A movimentação na frente da escola é muito grande e a escola vai ficar interditada para que a polícia civil possa fazer seu trabalho. A escola não vai ser fechada essa interdição acontece somente para que sejam cumpridos os procedimentos. As crianças feridas foram levadas para o hospital Albert Schweitzer, sendo que duas foram transferidas.

Dor e Sofrimento no Rio de Janeiro

Dor e Sofrimento no Rio de Janeiro

Os parentes das vítimas estão recebendo total apoio nesse momento de terror e dor. Órgãos competentes já estão entrando em contato com os pais das crianças que foram assassinadas. A escola atende crianças especiais e possui até mesmo interprete de línguas e é um lugar que realiza sonhos e infelizmente se tornou um palco de terror.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias